quarta-feira, 19 de novembro de 2014

EDITORIAL: A casa que precisamos

Caro leitor,

Em meio a uma situação delicadíssima na tabela do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras finalmente jogará novamente em sua casa. Após três longos e árduos anos, o Verde volta ao Palestra Itália, desta vez chamado de Allianz Parque, para ir em busca de três pontos que podem selar de vez a permanência do clube na primeira divisão.

Missão ingrata no ano do centenário, mas que, em caso de sucesso, pode nos garantir algo muito bom em 2015. Trataremos disso mais pra frente. Hoje, porém, é dia de curtir a volta pra casa, mas também de apoiar o time incondicionalmente em busca da vitória.

Falar da Allianz Parque e dos seus benefícios e vantagens é chover no molhado. O palco está montado e hoje promete ser um caldeirão verde, com todas as entradas disponíveis vendidas de maneira antecipada, cerca de 39 mil pessoas, já que a PM só liberou essa carga.

Dentro de campo o time vem de duas derrotas seguidas, o que nos trouxe um velho fantasma de volta: a Série B. Mas, ainda não é hora pra desespero. Um simples triunfo na noite de hoje pode trazer de volta a segurança até o fim do certame nacional.

Esperamos, porém, que o fato de estrearmos a casa nova e tudo o mais não atrapalhe esse limitado grupo de jogadores. Um dos nossos pontos mais fracos é a condição psicológica da equipe. Torço, de verdade, para que o nosso gol saia até os 15 minutos do primeiro tempo. Seria de fundamental importância.

A proximidade com a torcida pode ser um aliado e tanto, mas também preocupa. O time, mais do que nunca, precisa trazer o torcedor para o seu lado.

Hoje é, sim, o início de uma nova era. Com a Allianz Parque poderemos, muito em breve, trazer de volta as nossas glórias e gigantismo, recentemente abalado por péssimas adminstrações e times de futebol.

O Allianz Parque é o que precisamos hoje. Além de ser a volta para a nossa casa, é a entrada para um novo modelo de se ganhar recursos com o futebol.

Tomara que o Palmeiras saiba como aproveitar tamanho poderio. Basta ser Palmeiras.

Avanti, Palestra!

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Allianz Parque lança último episódio da série Intervalo

 

O 12º e último episódio da série Intervalo, documentário que acompanhou a transformação do Palestra Itália em Allianz Parque, retrata o sentimento de “missão cumprida” de quem viu ressurgir o alviverde imponente do antigo estádio. Com imagens exclusivas da primeira vez que a bola rolou na arena, “De volta pra casa” mostra a homenagem prestada ao eterno ídolo do Palmeiras, Ademir da Guia.

Com pouco mais de 9 minutos, “De volta pra casa” mostra a pintura do gramado, a colocação das traves e redes, a organização da equipe de produção e traz depoimentos de pessoas que contribuíram para o espetáculo acontecer. Lances da estreia do futebol no Allianz Parque incluem o primeiro gol da história da arena, marcado pelo Divino, e a da emoção dos milhares de palmeirenses nas arquibancadas. Os times da partida foram compostos por ídolos que marcaram a história do Palmeiras, entre eles Evair, Edu Bala, Cleber, César Sampaio, Jorginho Putinatti, Galeano, Toninho Cecílio, Tonhão, Pires, Ney, Cafu, Amaral, Edmilson, Zé Mário, Denilson, Sérgio, Adãozinho, Pio, Odair, Celso Gomes, Toninho, Velloso, Demétrius Ferreira e Gilmar.

Todos os episódios da série Intervalo estão disponíveis na página da Oka Comunicações, produtora responsável pelo documentário, no Youtube.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Allianz Parque passa em mais um teste

20141025_125422

Caro leitor,

Foi de arrepiar. Acompanhamos in loco mais um dos eventos-teste da Allianz Parque, o nosso estádio. O jogo entre duas equipes do Palmeiras marcou a despedida de Ademir da Guia, que foi um pedido especial feito pelo Divino e atendido pelo clube e pela WTorre, a construtora dessa obra magnífica e imponente. Sem dúvidas, o melhor estádio do Brasil.

20141025_134135

A capacidade deste evento foi aumentada com relação ao do dia 27 de Setembro, onde 3 mil pessoas acompanharam a transmissão de um filme. No último sábado, cerca de 10 mil palmeirenses puderam sentir como será a Allianz Parque em dia de jogos. Testes de segurança e lomoção foram mais uma vez feitos e avaliados, com a mais absoluta tranquilidade.

O entorno do estádio ainda está em obras, mas, segundo a WTorre, para a partida do Palmeiras contra o Atlético-MG, no dia 8 de Novembro, as coisas estarão bem mais em ordem. Vale lembrar que, neste jogo, caso seja confirmado no Allianz Parque, a capacidade será aumentada para 30 mil espectadores.

O primeiro evento já confirmado com capacidade total será o show do cantor britânico Paul McCartney, com duas apresentações no fim de novembro. O jogo do Palmeiras contra o Sport, alguns dias antes, pode, também, acontecer na Arena.

20141025_132051

Assim como das outras vezes, o atendimento à imprensa foi primoroso. Fruto do bom trabalho da MVL Comunicação.

Nos resta esperar de teremos mesmo o jogo contra o Galo na nossa nova casa. A ansiedade é grande. Certo mesmo, é que nós, do Avanti Palestra, traremos todos os detalhes pra vocês.

 

Avanti, Palestra!

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Editorial: No derby, a paz ou a “pas” é utópica

PALMEIRAS-E-CORINTHIANS-PROMOVEM-O-DERBY-e1406472181295

Caro leitor,

Sempre que um jogo clássico está chegando existem muitas formas de analisá-lo, mas algo me chama muita atenção: na maioria dos comentários e prognósticos, acontece o uso constante da palavra PAZ. Seja ela física e macro, devido às brigas extra-campo que envolvem os torcedores organizados, seja ela esportiva, com os clubes envolvidos nos jogo. Isso, confesso, é possível na maioria dos confrontos, mas, em um derby, em um Palmeiras x C*rinthians, a paz não passa de utopia, um mero devaneio.

Vi notícias que as lojas oficiais dos clubes postaram mensagens do tipo: “Adversários só dentro de campo”, ou algo assim. Balela. O que torna este jogo tão grandioso é, também, o que uma torcida FALA para a outra. Deixemos as organizadas de lado, elas não fazem parte do que estou querendo dizer.

O “confronto” entre esses rivais precisa ser valorizado SIM. Que palmeirense nunca tirou um sarro de um corintiano após uma vitória, e vice versa? Que corintiano não pega no pé do palmeirense por causa dessa fase caótica que o clube passa? Esse embate precisa existir sempre e sempre existirá. Portanto, a paz, nesse caso, nunca vai existir.

No âmbito esportivo, a paz só dura até o próximo jogo, e eu não me refiro ao próximo derby. Me refiro a próxima partida que qualquer um desses dois participar. Em caso de derrota, amigos, acabou a paz. Ou, no caso dos nossos rivais, acabou a “Pas”.

Portanto, torcida e mídia, não me venham com esse papo furado de PAZ. Em um derby, ela é absolutamente utópica. Palmeiras e C*rinthians se enfrentam com objetivos bem distintos no Campeonato Brasileiro. O Verde precisa do triunfo para se afastar de vez da zona do rebaixamento, já “eles”, precisam vencer para se consolidarem no G4 e brigar firmemente por uma vaga na Libertadores de 2015, já que foram vexaminosamente eliminados da Copa do Brasil pelo Atlético-MG, o mesmo que nos eliminou do certame.

Aqui, hoje, não farei análises táticas e técnicas. Nesse jogo, nada disso vale a partir do momento em que o melão começa a rolar.

Que vença o melhor e que a “paz” NUNCA exista nesse jogo.

Avanti, Palestra!

Informações: Despedida de Ademir da Guia

IMG_20141024_161357

Caro leitor palestrino,

Está chegando a hora! Mais um dos eventos-teste programados pela WTorre acontece amanhã, no Allianz Parque, a nossa casa, que está quase pronta. Para inaugurar o gramado nada melhor do que um jogo entre as maiores estrelas que já passaram pelo clube, como Edmundo, Evair, Dudu, Leivinha, César Sampaio, Marcos e, claro, ELE, o Divino, Ademir da Guia, que terá sua despedida oficial nesta partida.

Cerca de 10 mil convidados ocuparão parte do estádio, que já tem praticamente todos os laudos de segurança emitidos pela Prefeitura e pelo Corpo de Bombeiros. A Despedida de Ademir da Guia terá início às 10h20, com uma solenidade de abertura. O jogo em si, com dois tempos de 30 minutos, começa às 11h. Ás 13h, ocorre uma zona mista com os jogadores desta partida.

Segundo a assessoria de imprensa da WTorre, a MVL Comunicação, os portões serão abertos para a torcida às 9h30. Ex-jogadores como Djalminha e Rivaldo ainda não confirmaram participação.

Se você foi convidado para o jogo, confira na imagem abaixo algumas instruções:

B0u550ECAAAz2l4